PARANAPANEMA RETOMA OPERAÇÕES LOGÍSTICAS NO PORTO DE ARATU

Alteração gera otimização no processo logístico, confiabilidade operacional e redução de custos para a Companhia

 

Navio de concentrado de cobre em descarga no Porto de Aratu-Candeias

Navio descarregando concentrado de cobre no Porto de Aratu-Candeias para abastecimento da Paranapanema

(16/03/2021) A Paranapanema, única produtora brasileira de cobre primário, retomou, em 2021, suas operações logísticas no Porto de Aratu-Candeias (Bahia) após dois anos. Com isso, a Companhia otimizou ainda mais o uso de sua armazenagem alfandegada, conquistado há alguns anos, para a estocagem de sua matéria-prima – o concentrado de cobre. Por meio do regime de entreposto aduaneiro, a metalúrgica realiza o pagamento aos fornecedores somente no ato da retirada do material e de acordo com a quantidade necessária.

Além do retorno financeiro e ganhos no fluxo de caixa da Paranapanema, há também vantagem logística devido à interligação direta por correias transportadoras entre o terminal e o armazém alfandegado da Companhia no Porto de Aratu. O resultado é otimização de processos logísticos, a redução do trânsito de caminhões e a ampliação da confiabilidade operacional relacionada à disponibilidade e estocagem adequada da matéria-prima.

Paralisadas desde abril de 2019 por conta da deterioração dos equipamentos, as operações do Porto de Aratu-Candeias foram retomadas devido aos investimentos feitos pela empresa Porto Forte, que revitalizou suas estruturas metálicas e correias transportadoras, com o suporte da CODEBA (Companhia das Docas do Estado da Bahia). Durante o período, a Paranapanema operou no Terminal Gerdau/USIBA.

 

Como funciona a Logística da Paranapanema

A Paranapanema é uma companhia nacional com clientes globais e produtos consumidos em diversas aplicações ao redor do mundo, por isso, a logística é de suma importância para o negócio. Conheça o resumo dos processos logísticos da Companhia:

  • Recebimento e descarga do concentrado de cobre no Porto de Aratu e transferência por meio de correias para o armazém alfandegado da Companhia;
  • A partir de Dias d’Ávila (BA), os produtos Caraíba feitos na planta (cátodos, fios e vergalhões, além dos coprodutos como ácido sulfúrico, óleum e escória) podem ser entregues diretamente aos clientes, do mercado interno ou externo;
  • Parte dos produtos é encaminhada para a unidade de Santo André (SP) por meio de cabotagem (navios) ou caminhões. Os produtos Caraíba podem ser entregues aos clientes próximos da unidade ou usados como matéria-prima para os produtos Eluma, feitos na unidade (tubos retos, flexíveis, barras, arames e laminados);
  • Parte dos produtos de SP podem ser enviados para a planta de Serra (ES), para a manufatura de conexões de cobre e suas ligas, também da marca Eluma;
  • Os produtos feitos em ES são enviados para a Logística de SP, onde são entregues para os clientes de todo o Brasil e do mundo.

 

Sobre o Porto de Aratu-Candeias

Inaugurado em 1975, o Porto público de Aratu-Candeias, administrado pela CODEBA (Companhia das Docas do Estado da Bahia), é fundamental para os processos de importação e exportação no estado da Bahia, além de viabilizar o Polo Industrial de Camaçari, do qual a Paranapanema faz parte.

Em dezembro de 2020, o porto foi leiloado e a empresa CS Brasil Transportes de Passageiros e Serviços Ambientais arrematou o terminal com licença para operar por 25 anos. Os investimentos destinados ao aprimoramento da infraestrutura, cerca de R$360 milhões, serão essenciais para o desenvolvimento industrial e socioeconômico da região. A estimativa para a movimentação total é de 10 milhões de toneladas/ano.

 

Sobre a Paranapanema

A Paranapanema S.A. é a única produtora nacional de cobre primário, responsável pela produção e comercialização de cátodos, vergalhões, fios trefilados, laminados, barras, tubos e conexões de cobre e suas ligas. A companhia encerrou o ano de 2020 com receita de R$ 4,3 bilhões, tendo exportado seus produtos para cerca de 20 países. A empresa foi fundada em 1961 e tem capital aberto desde 1971, integrando o Novo Mercado da B3 desde 2012. Possui três unidades industriais, no Polo Industrial de Camaçari, em Dias d’Ávila (BA), em Santo André (SP) e em Serra (ES) e gera cerca de 2 mil empregos diretos.

 

Contatos para a Imprensa

Mayara Bertacini - 11 99946-8291 | mayara.bertacini@paranapanema.com.br

Bruno Badari de Almeida - bruno.badari@paranapanema.com.br

2014 © PARANAPANEMA . Todos os direitos reservados