3T21: Paranapanema amplia uso de cobre reciclado e otimiza capital de giro

O uso de matéria-prima reciclada passou de 10,5% no 3T20 para 27,5% no 3T21

    

Foto: Processo de separação da sucata de cobre

(12/11/2021) No terceiro trimestre de 2021, a Paranapanema avançou no aprimoramento de suas estratégias focadas na gestão do fluxo de caixa por meio da eficiência em custos e otimização do capital de giro, além da negociação das dívidas com os principais credores da empresa e o cuidado com a saúde dos colaboradores próprios e terceiros por conta da pandemia da COVID-19. 

Em continuidade a sua estratégia de sustentabilidade do negócio, a Paranapanema vem aumentando a utilização de matéria-prima reciclável no processo produtivo neste ano. Desta forma, a empresa ampliou o uso desses materiais de 10,5% no 3T20 para 27,5% no 3T21. “A Companhia vem alterando sua forma de produzir, enfatizando a reciclagem do cobre. Assim, contribuímos para o meio ambiente e reduzimos a necessidade de capital de giro”, comenta Luiz Aguiar, diretor presidente da Paranapanema.

Em outra frente ampla de trabalho, a negociação das dívidas da Companhia avança para sua finalização. Oito entre os onze credores já aprovaram a reestruturação em seus comitês de crédito, enquanto os outros três estão no processo final em seus respectivos comitês.  

A Paranapanema apresentou uma Receita Líquida de R$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre de 2021 (3T21), aumento de 44% em relação ao mesmo período de 2020. A participação da receita de cobre primário dentro do mix de produtos foi de 41,3%, proporcionando um giro mais rápido do estoque e um menor ciclo de geração de caixa, um dos principais objetivos da Companhia no período. 

Desta forma, o Fluxo de Caixa das atividades operacionais foi positivo em R$ 8,9 milhões, um aumento de R$ 84,7 milhões em relação ao mesmo período de 2020. Além disso, o saldo de Caixa Livre foi de R$ 129,7 milhões no 3T21, um aumento de R$ 17,1 milhões em relação ao 2T21. 

Para colaborar com o resultado positivo do Fluxo de Caixa, tivemos uma Redução nas Despesas Gerais, de Vendas e Administrativas de R$ 2,4 milhões no 3T21 em relação ao 3T20, uma redução de 10%. Esses resultados refletem as ações de ganho de eficiência na gestão do capital de giro, otimização dos estoques e redução do prazo do contas a receber. 

Contudo, os prêmios praticados na venda de cobre primário são menores, impactando as margens do trimestre, também afetadas pelo baixo volume de coprodutos faturados em relação ao mesmo período do ano anterior. Assim, fortemente impactada pelos efeitos da variação cambial sobre a dívida e demais efeitos entre provisões e outras posições, a empresa apresentou um Prejuízo Líquido de R$ 419,6 milhões. Ao excluir tais efeitos do resultado, tem-se um Prejuízo Líquido Ajustado no período de R$ 18,7 milhões.

 

Sobre a Paranapanema

A Paranapanema S.A. é a única produtora nacional de cobre primário, responsável pela produção e comercialização de cátodos, vergalhões, fios trefilados, laminados, barras, tubos e conexões de cobre e suas ligas. A companhia é a 4ª maior do Estado da Bahia e encerrou o ano de 2020 com receita de R$ 4,3 bilhões, tendo exportado seus produtos para cerca de 20 países. A empresa foi fundada em 1961 e tem capital aberto desde 1971, integrando o Novo Mercado da B3 desde 2012. Possui três unidades industriais, no Polo Industrial de Camaçari, em Dias d’Ávila (BA), em Santo André (SP) e em Serra (ES) e gera cerca de 2 mil empregos diretos.

 

Contatos para a Imprensa

Mayara Bertacini - 11 99946-8291 | mayara.bertacini@paranapanema.com.br
Bruno Badari de Almeida - bruno.badari@paranapanema.com.br
 

2014 © PARANAPANEMA . Todos os direitos reservados