Campanha envolve comunidades vizinhas ao Polo na proteção do Anel Florestal

O Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic) inicia no dia 15 de junho a veiculação de uma campanha institucional para proteção do Anel Florestal; Paranapanema patrocina ação

Foto: o Anel Florestal tem a finalidade de ser uma área arborizada de segurança entre as indústrias e as comunidades vizinhas (reprodução: Governo do Estado da Bahia)

(15/06/2021) O Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), inicia no dia 15 de junho a veiculação de uma campanha institucional para proteção do Anel Florestal, espaço verde de segurança entre o Polo Industrial de Camaçari e comunidades vizinhas. A Paranapanema, com base em seus valores corporativos e compromisso com a Sustentabilidade, é uma das empresas patrocinadoras da campanha e atua ativamente no comitê de organização da ação. 

A campanha, que foi oficialmente lançada durante o recente Fórum de Sustentabilidade do Polo, será realizada no período junho a dezembro, tendo como público-alvo prioritário as comunidades localizadas no entorno do Complexo Industrial, com envolvimento de integrantes do Conselho Consultivo Comunitário do Polo e voluntários do Núcleo de Defesa Comunitária (Nudec).

“Nosso objetivo é realizar uma campanha de comunicação on-line e off-line que evidencie a existência do Anel Florestal, promovendo o engajamento das comunidades próximas visando a proteção dessa importante área verde e da sua rica biodiversidade”, explica o superintendente de Comunicação do Cofic, Érico Oliveira, destacando o mote que direcionará a campanha: “Anel Florestal. Fonte de Vida - Proteja”

A campanha inclui várias peças de comunicação, entre as quais spots para veiculação em rádios de Camaçari e Dias d'Ávila com informações sobre o potencial ambiental do Anel, além da divulgação de banners digitais, postagens em redes sociais e anúncios em outdoors situados em locais estratégicos. Além da SDE, participam ainda da campanha, como parceiros, a Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE), as Prefeituras e Defesa Civil de Camaçari e Dias d’Ávila, e empresas do Polo, com destaque para Basf, Bahiagás, Paranapanema, Bracell, Deten e Oxiteno.

 

Biodiversidade

O Anel Florestal foi implantado junto com o Polo, há 43 anos, com a finalidade de ser uma área arborizada de segurança entre as indústrias e as comunidades vizinhas. Por isso, representa proteção não apenas para os moradores do entorno do Complexo Industrial, mas também para a biodiversidade local. Basta lembrar a presença de árvores exóticas e nativas, com remanescentes de Mata Atlântica, além de nascentes - inclusive a do Rio Camaçari – aves e outros animais típicos da região.

Atualmente, o Anel está sob a responsabilidade da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE), que reafirma a sua importância para as comunidades próximas ao Polo Industrial de Camaçari. Por isso, a secretaria tem encarado como prioritárias ações para a proteção do anel, como assegura Jucimara Rodrigues dos Santos, superintendente de Gestão Patrimonial para o Desenvolvimento Produtivo da SDE.

Segundo ela, “a sociedade civil é o segmento que mais deve ser “trabalhado” quando se pensa em proteger o Anel Florestal, levando em consideração as comunidades de baixa renda que habitam no seu entorno. Para atingir essas populações, a SDE tem a intenção de desenvolver, junto com o Cofic, as Prefeituras e as lideranças comunitárias locais, programas de educação ambiental e comunicação social voltados para sensibilizá-las quanto a importância do Anel para a sua segurança e qualidade de vida”, observa.

A SDE pretende envolver nesse processo os jovens de todas as faixas etárias e níveis de instrução. “Depende deles o futuro do Anel Florestal, bem como de todo o planeta”, argumenta Jucimara Rodrigues, observando que estão no planejamento da Secretaria ações de georreferenciamento e diagnóstico das áreas prioritárias, reflorestamento nos lotes mais degradados, intensificação da vigilância para coibir ocupações irregulares, realocação de moradores em situação social de risco, entre outras medidas. (fonte: Comitê de Fomento Industrial de Camaçari - COFIC)

 

Sobre a Paranapanema

A Paranapanema S.A. é a única produtora nacional de cobre primário, responsável pela produção e comercialização de cátodos, vergalhões, fios trefilados, laminados, barras, tubos e conexões de cobre e suas ligas. A companhia encerrou o ano de 2020 com receita de R$ 4,3 bilhões, tendo exportado seus produtos para cerca de 20 países. A empresa foi fundada em 1961 e tem capital aberto desde 1971, integrando o Novo Mercado da B3 desde 2012. Possui três unidades industriais, no Polo Industrial de Camaçari, em Dias d’Ávila (BA), em Santo André (SP) e em Serra (ES) e gera cerca de dois mil empregos diretos.

 

Contatos para a Imprensa

Mayara Bertacini - 11 99946-8291 | mayara.bertacini@paranapanema.com.br

Bruno Badari de Almeida - bruno.badari@paranapanema.com.br

2014 © PARANAPANEMA . Todos os direitos reservados