Ideal para redes hidráulicas, tubos de cobre Eluma podem colaborar na prevenção de doenças

Grupo de estudos investiga soluções contra a bactéria Legionella

 

(20/03/2017) Em instalações residenciais, comerciais ou industriais, o cobre é o material mais indicado para uso em tubulações de redes hidráulicas, tanto para água fria quanto para água quente. O tubo de cobre Eluma, além de possuir elevada resistência mecânica e à corrosão, suporta elevadas temperaturas e possui excelente condutividade térmica, o que garante menor gasto energético para aquecimento da água e estanqueidade quando a tubulação está submetida a elevadas temperaturas.

O cobre também pode ser um importante aliado na prevenção de doenças. Um grupo de estudos do Comitê Brasileiro da Construção Civil (CB 02 da ABNT) vem debatendo sobre a prevenção de legionelose associada aos sistemas de distribuição de água em edificações. O grupo trabalha no desenvolvimento de uma norma técnica que irá apresentar os requisitos para que as instalações não apresentem condições para o desenvolvimento e proliferação da bactéria Legionella, que naturalmente pode estar presente na água ou terra úmida, mas que se inalada junto a gotículas de água, pode causar doenças respiratórias, incluindo graves pneumonias.

O cobre permite que as instalações mantenham a água em condições não favoráveis ao desenvolvimento da Legionella, como por exemplo, a garantia da estanqueidade do sistema à temperatura acima dos 50°C. A temperatura de fusão do cobre é de 1083°C. Quando aplicado com soldagem branda, suporta de 180°C a 250°C e, quando aplicado com soldagem forte, suporta de 649°C a 825°C, a depender do tipo de solda utilizado.

Vale lembrar que os tubos de cobre Eluma são 100% brasileiros, produzidos com Cobre Fosforoso DHP, liga C12200 (Cobre 99,90% mínimo e Fósforo 0,015% mínimo - 0,04% máximo) em conformidade com a norma ABNT NBR 13206 ou ABNT NBR 14745, utilizando como matéria prima o cobre Paranapanema de elevada pureza (99,99%), único no país feito pelo sistema de eletrólise na planta de Dias Dávila (BA). Já as conexões Eluma, que colaboram para um sistema de perfeito encaixe, em conformidade com as normas ABNT NBR 11720 e ABNT NBR 15277, também são produzidos com a liga C12200 ou em bronze na liga C84400 (Cobre 78-82%; Estanho 2,3-3,5%; Chumbo 6,0-8,0%; Zinco 7,0-10,0%), contendo cobre superpuro Paranapanema.

Por conter superfícies lisas, o cobre dificulta a proliferação da Legionella, que além de preferir materiais porosos, também se desenvolve em ambientes com a presença de silicone e derivados, o que não ocorre nos tubos e conexões da Eluma.

 

2014 © PARANAPANEMA . Todos os direitos reservados